Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia
  • Bem vindo a página do LEIA!

    Publicado em 24/12/2016 às 16:13

    O Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia foi criado em 2011, pelo prof. Dr. Lucas Bueno, no Departamento de História da UFSC. O laboratório integra a linha de pesquisa História Indígena, Etnohistória e Arqueologia do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH/UFSC). Desde 2012, realiza projetos em parceria com o Museu de Arqueologia e Etnologia Prof. Oswaldo Rodrigues Cabral (MARquE).

    –» Para saber maiores informações sobre o laboratório, acesse os botões do menu O LEIA no lado esquerdo da página. 


  • Disciplinas semestre 2018.1

    Publicado em 23/12/2016 às 12:10

    No semestre 2018.1, a professora Dra. Juliana Salles Machado ministrará duas disciplinas* no âmbito do Departamento de História da UFSC:

    
    

    Graduação:

    Introdução a Arqueologia (disciplina obrigatória do curso de Museologia), prof. Dra. Juliana Salles Machado;

    
    

    Pós-Graduação:

    Temas e Metodologias em História Global: Identidade, etnicidade e território (Disciplina obrigatória do núcleo comum do PPGH), prof. Dra. Juliana Salles Machado.

     

    *Em breve os programas estarão disponíveis aqui.


  • Novidades para 2018!

    Publicado em 05/02/2018 às 20:50

    Início de 2018 e temos duas ótimas novidades:

    – A profa. Dra. Juliana Salles Machado assumiu a vice-presidência da Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB) como integrante da chapa Arqueologia em/no movimento para a gestão 2018-2019;

    – O LEIA está estabelecendo parcerias para oferecer um sítio escola como curso de extensão em julho deste ano. Em breve divulgaremos mais informações.


  • LEIA na Sexta 2018!

    Publicado em 05/02/2018 às 20:43

    Estamos de volta! O LEIA oferecerá atividades abertas de arqueologia uma sexta feira por mês no auditório do MARQUE. As atividades consistirão em palestras e rodas de conversa feitas pelos professores, pesquisadores e estudantes do LEIA com o intuito de trocar as diversas experiências de pesquisa em andamento, além de compartilhar com um público mais amplo a prática arqueológica em suas diversas fases desenvolvidas no laboratório. Em breve o calendário de eventos estará disponível aqui!


  • LEIA no IX TAAS

    Publicado em 05/02/2018 às 20:41

    Entre 4 e 8 de junho de 2018 será realizado o IX TAAS (REUNIÓN DE TEORÍA ARQUEOLÓGICA DE AMÉRICA DEL SUR), em Ibarra (Equador). A prof. Dra. Juliana Machado irá participar do simpósio “Arqueologia do passado recente: repensando temporalidades e empirias“, organizado pelas professoras Dr. Camilla Agostini e Dra. Mariana Petry Cabral. Informações sobre o evento, aqui.


  • LEIA no 18 Congresso Mundial IAUES

    Publicado em 05/02/2018 às 20:33

    Entre 16 e 20 de julho de 2018 será realizado, na UFSC em Florianópolis/SC, o 18 Congresso Mundial da IAUES (the International Union of Anthropological and Ethnological Sciences). A prof. Dra. Juliana Machado (UFSC) e o Dr. Renzo Sebastiaan Duin (University College London / UK) irão coordenar o painel Domesticated Tropical Forest Landscapes in the Anthropocene: long-term dynamics of coupled human-natural systems and its implications for today’s land-rights issues. As inscrições para apresentar nesse painel estão abertas até dia 28/02/18. Outras informações sobre o evento, aqui.


  • LEIA na 16a SEPEX!

    Publicado em 16/10/2017 às 10:06

    Entre 19 e 21 de outubro de 2017 será realizada da 16a edição da SEPEX – Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC. A equipe do LEIA irá ofertar um minicurso, confira as informações e o cartaz:

    19 e 20 de outubro/2017
    Minicurso: COMO PENSAR A ARQUEOLOGIA NO BRASIL?
    A proposta desse minicurso é apresentar a Arqueologia á partir de sua interface com a História Indígena. Um importante debate questiona a validade da ideia de Pré-História para o continente americano. Por isso, para pensar a Arqueologia no Brasil é fundamental uma reflexão crítica. Apresentaremos também tipos de sítios arqueológicos e fundamentos da conservação e preservação desses bens.

    Inscrições: http://sg.sepex.ufsc.br/


  • Jornadas Antropológicas PPGAS UFSC 2017

    Publicado em 19/09/2017 às 17:01

    Entre 30 de outubro e 01 de novembro de 2017 serão realizadas as Jornadas Antropológicas 2017 do PPGAS/UFSC. Neste evento, a Dra. Juliana Machado participará de uma mesa de Diálogos Transversais. Confira os detalhes:

    DT 3 – Experimentando Antropologia: novas formas de saber e fazer
    No dia 01/11 no Auditório do CFH, com:

    Viviane Vedana (Docente PPGAS/UFSC)

    Juliana Salles Machado (PPGH/UFSC e LEIA/UFSC)

    Patrícia Postali Cruz (Doutoranda PPGAS/UFSC)

    A conversa é coordenada por Nádia Philippsen Fürbringer e João Corrêa, alunos do PPGAS/UFSC.

    Outras informações sobre o evento, aqui.


  • LEIA no EIAA 2017

    Publicado em 19/09/2017 às 16:10

    O IV Encuentro Internacional de Arqueología Amazónica (IV EIAA) será realizado em TRINIDAD, na BOLIVIA, durante o período 1 de 7 de outubro de 2017. Neste evento, a Dra. Juliana Machado irá coordenar dois simpósios temáticos. O primeiro é intitulado, Simposio 16,“Etnoarqueología Amazónica” e o segundo  “Movilizando el pasado: Arqueología, memoria y los pueblos de floresta de la Amazonia / Mobilizando o passado: Arqueologia, memória e os povos da floresta na Amazônia / Mobilising the past: Archaeology, memory and forest peoples in Amazonia” e é organizado conjuntamente por Bruna ROCHA (UFOPA, Santarem, Brasil), Juliana Machado (Universidade Federal de Santa Catarina), Marcia Bezerra (Universidade Federal do Pará), Ageu Lobo Pereira – Presidente da Associação das comunidades Montanha e Mangabal -, Juarez Saw Munduruku – Cacique da aldeia Sawre Muybu, Dace Kapap Eïpi. 

    No segundo simpósio citado acima, a Dra. Juliana Machado irá apresentar a comunicação “Mobilizando o passado: Arqueologia, memória e os povos da floresta na Amazônia“, resumo a seguir:

    A partir das premissas de que é impossível dissociar as pessoas no presente dos contextos em que arqueólogos trabalham, e de que a ciência é política, este painel ambiciona refletir sobre recentes interseções entre pesquisas em arqueologia e ciências sociais com as lutas por reconhecimento de direitos de povos e comunidades tradicionais da Amazônia. Tais encontros têm se dado frequentemente em contextos mais amplos de conflito e violações de direitos humanos encabeçados pela expansão de fronteiras capitalistas na região. Conforme indaga Castañeda (2014), como pessoas, comunidades ou sociedades na Amazônia têm apreendido o nosso trabalho em anos recentes? Quais efeitos surtiram pesquisas em arqueologia? Como a disciplina pode ser relevante em contextos como esses e desempenhar um papel positivo para assistir às minorias oprimidas a resistirem a expropriação de seus territórios?


  • Dossiê do Simpósio “Arqueologia dos Povos Jê no Sul e Sudeste do Brasil”

    Publicado em 25/08/2017 às 10:55

    Foi publicado o dossiê que resulta do Simpósio “Arqueologia dos Povos Jê no Sul e Sudeste do Brasil”, realizado entre 9 e 11 de setembro de 2014, na Universidade de São Paulo, promovido pelo Laboratório de Arqueologia da Paisagem e Geoarqueologia (LAPGEO/MAE-USP)– coordenado pela Profª Drª Marisa Coutinho Afonso – e pelo Laboratório de Estudos Interdisciplinares sobre Tecnologia e Território (LINTT/MAE-USP) – coordenado pela Profª Drª Fabíola Andréa Silva. O dossiê conta com um texto da prof.ª Dra. Juliana Salles Machado: Caminhos e Paradas. Perspectivas sobre o território Laklãnõ (Xokleng).

     


  • Lançamento do livro MAArE

    Publicado em 24/08/2017 às 21:33

    Dia 23 de agosto de 2017, em cerimônia realizada no Centro Integrado de Cultura em Florianópolis, aconteceu o lançamento do livro MAArE: Monitoramento Ambiental da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo e Entorno. A obra foi organizada pelos pesquisadores Bárbara Segal, Andrea Santarosa Freire, Alberto Lindner, João Paulo Krajewski e Marcio Soldateli, sendo que conta com um capítulo escrito por pesquisadores do LEIA: Angela Sabrine do Nascimento Salvador, Lucas Bond Reis e Lucas Bueno. Confira o texto A ocupação da Ilha do Arvoredo e do Litoral Catarinense: uma história de longa duração.

     


  • Seminário: “Os primeiros povoamentos da América do Sul: Estado da pesquisa”

    Publicado em 09/08/2017 às 16:35

    O Seminário Internacional “Os primeiros povoamentos da América do Sul. Estado da pesquisa”, organizado pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), com apoio da Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM) e da Capes através do programa CAPES-COFECUB, será realizado entre os dias 6 e 9 de setembro na cidade de São Raimundo Nonato. Neste Seminário, o Prof. Lucas Bueno participará com uma apresentação oral intitulada “O contexto arqueológico do médio rio Tocantins e o povoamento do Planalto Central Brasileiro”.